Você costuma treinar em kenka yotsu?

Assisti muitos e muitos vídeos de shiais esses dias e comecei a prestar atenção em uma coisa: uma enorme quantidade de ippons e entradas definitivas partindo de pegadas opostas.

Notei também que até mesmo aqui em nossa academia, durante os randoris, percebe-se que alunos que saem da forma tradicional, direita versus direita para uma forma esquerda versus direita por exemplo, oferecem muito mais resistência nos combates.

A forma quando tori e ukê pegam ambos de direita ou ambos de esquerda, é denominada ayotsu. Quando um deles faz uma pegada de direita e o outro de esquerda, esta forma é chamada de kenka yotsu, ou pegada oposta.

É comum que durante os treinos de uchikomi os parceiros o façam em ayotsu. É muito mais confortável e o golpe sai mais fluido. O grande problema é que terminam de treinar diversos uchikomis dessa forma e quando partem para o randori a primeira coisa que fazem é uma pegada em kenka yotsu, ou seja, completamente fora da realidade que treinaram.

Por isso ressalto que durante os treinamentos de uchikomi os alunos também experimentem o uso de pegadas cruzadas, pegadas nas costas e mais variações que se aproximem de uma situação de combate. Aliás, no fio da meada, este é um detalhe que pode se estender a muito mais pontos. Alunos também devem variar a movimentação, a velocidade, incrementar a dificuldade com o ukê aumentando gradualmente a resistência…

São só exemplos de como o treino pode ser melhorado para que uchikomis não sejam apenas uma repetição robótica de movimentos.

E você, tem treinado desse jeito?

🙂

Comentários

2 thoughts on “Você costuma treinar em kenka yotsu?

  1. Apenas uma observação.
    O Kumikata em Kenka Yostu não quer dizer que a pegada esteja cruzada, como você mencionou acima.
    A pegada cruzada se refere quando você, por exemplo, faz a pegada com sua mão direita no lado esquerdo do seu adversário, o que por sinal caso não haja um ataque imediato, será advertido por Shido.
    No caso do Kumikata em Kenka Yotsu, as pegadas não estão cruzadas, apenas invertidas entre si, Tori com Kumikata de Esquerda e Uke com Kumikata de Direita, mas nada irregular ou que possa ser punível.
    Desculpe-me a intromissão em seu post, mas assim como você, tento disseminar o conhecimento obtido para que o Judô possa continuar a crescer.
    Um abraço… Eder

    1. Eder, você tem razão. Pegadas opostas seria um termo melhor para não se confundir com a pegada cruzada que normalmente usamos com uma mão na gola contrária. Vou editar esta parte. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *