Kata Guruma: História, descrição e detalhes da técnica

Na época em que Jigoro Kano praticava Jujutsu no dojô do sensei Hachinosuke Fukuda, havia um aluno chamado Kanekichi Fukushima, que sempre era um páreo duro para ele nos randoris. Fukushima era alto, forte e habilidoso. Por mais que Kano tentasse não conseguia derrubá-lo, mas ele estava decidido a fazê-lo.

Kano ficou sabendo que um funcionário da faculdade era um ex-lutador de sumô e procurou aprender algumas técnicas com ele. Todavia, os arremessos que aprendeu não foram eficazes contra Fukushima. Frustrado, Kano continuou buscando aprender técnicas diferentes e começou a pesquisar em livros de artes marciais ocidentais na biblioteca local. De todos os livros que ele leu, viu uma técnica que poderia ser eficaz pelo fato de Fukushima ser mais alto que ele. Esta técnica consistia num giro de ombro, ou kata guruma

Depois de ler sobre tal técnica, Kano experimentou em dois de seus amigos de treino e obteve êxito. Foi então que numa oportunidade, desafiou Fukushima para um randori e por fim, pela primeira vez após meses tentando, conseguiu projetá-lo.

 

Detalhes da técnica

Kata guruma (肩 車, giro pelo ombro) é uma das quarenta projeções de judô tradicionais. O kata guruma pertence ao terceiro grupo (dai sankyo) do Gokyo no waza do judô Kodokan. É caracterizada como uma técnica de arremesso de mão (tewaza).
Há diversas variações desta técnica que são chamadas com mesmo nome.

Atualmente, esta técnica em sua forma tradicional não é mais permitida em competições de judô que seguem as normas da FIJ, por utilizar-se da pegada na perna.

Descrição detalhada

A partir da postura natural pelo lado direito, recue um passo com o pé esquerdo e puxe seu oponente para a frente com ambas as mãos.

Quando ele avançar um passo com pé direito segure-lhe por dentro da parte mediana da manga direita com sua mão esquerda e desequilibre-o para o canto frontal direito dele.

Dobre seus joelhos e com o corpo abaixado dê um passo com o pé direito.

Ao fazer isso passe o braço direito pela coxa direita do oponente e coloque-o sobre seu ombro direito.

Puxe sua mão esquerda para baixo em direção ao peito e se estique.

O peso de seu oponente vai ficar bem distribuído em seus ombros.

Jogue-o no chão à sua esquerda.

Pontos de atenção

  • É essencial que os pés do tori estejam afastados à uma largura maior que a dos ombros no momento do encaixe e que os mesmos estejam paralelos. Caso contrário, levantar o ukê torna-se uma tarefa muito mais pesada, mesmo que seu parceiro seja leve. 
  • Para demonstração técnica, postura é essencial, principalmente do ukê. Note no vídeo como o ukê permanece firme. Dica: a mão do ukê nas costas do tori ajuda a mantê-lo “pranchado” e realizar uma boa queda.

Aplicações em competição

Como mencionei anteriormente, por volta de 2010 a FIJ alterou as regras de competição e os golpes que tinham contato na perna foram abolidos. Para citar alguns: Sukui Nage, Morote Gari, Kibisu Gaeshi e é claro, o Kata Guruma. 

Separei então dois vídeos. Um compilado de aplicações de antes do ano de 2010 e outro compilado só com as aplicações adaptadas do Kata Guruma para as regras atuais, ou seja, sem a pegada direta na calça.

Kata Guruma tradicional

Kata Guruma moderno

Gostou desse post? Então assina pra receber conteúdo exclusivo por e-mail!
Não se preocupe, não mandamos spam!

Segue também “O Judoca” nas redes sociais!

Página "O Judoca"

Aqui eu posto links, matérias, reviews de lutas, opiniões e etc.

@luisojudoca

Aqui eu posto stories, técnicas e abro uma caixa de perguntas todos os dias para os leitores perguntarem o que quiserem.

Fontes

www.kodokanjudoinstitute.org
www.wikipedia.org
Judô Kodokan, Jigoro Kano – Editora Cultrix
Memórias de Jigoro Kano – Editora Cultrix

Comentários

0 comentários